Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011

Pensamento Neutro

 

Podem chamar, chamar melancolia, aos sentimentos, quando duas pessoas gostam uma da outra, como podem mesmo, dizer que o amor não existe, ou simplesmente aparece uma só vez na vida de alguém, eu hoje resolvi recomeçar de novo, fazer aquilo que não consegui até este dia.

Passei dias em que me culpava por coisas insignificantes, coisas supérfluas, e quantas vezes por isso magoei quem realmente gostava de mim, por vezes nos não entendemos quem somos na verdade, pensamos que nada nos corre bem, somos umas infelizes porque o 1 amor não resultou, ou porque os nossos pais nunca estiveram ao nosso lado, hoje resolvi, pôr-me a pensar e sinceramente deixar o sentimento de pena que os outros tem por mim, e dar-lhes um sentimento de vitória.

 

Ao longo dos anos aprendi coisas que ninguém me ensinou , por vezes a momentos na nossa vida, que não servem apenas de recordação mas sim de aprendizagem, momentos esses ou faces da vida tal como as identifico, que servem para nos tornarmos mulheres, e deixarmos aquela pequena criança que existia dentro de nos, aos poucos tentei que o tempo fosse apagando algumas memórias, alguns sinais, enfim tudo o que me faz deixar em baixo, com menos força, e os meus olhos quantas vezes se enublaram e deitaram pequenas gotas, quando tentava exprimir ou achar um porque para as coisas, hoje penso que o que conquisto é meu, se as perder são porque nunca as tive realmente, se voltarem é porque as conquistei e mereci.

 

A minha pequena esperança, numca morreu foi ficando mais pequena, mas com os anos, voltou a renascer, não direi por inteira, porque elas não matam, mas moem, e o que não nos mata nos torna mais fortes, no entanto hoje aprendi o que são sentimentos, o que são verdades, o que é o amor, o que são recordações, mas sobretudo o que é a vida, é dura e confesso a cada dia que passa fico mais cansada de a viver, mas eu nasci e para sobrevever a lei da vida, as tristezas, aos desgostos, as infedelidades, a tudo o que outrora numca me passou pla cabeça sentir, hoje mulher escrevo sim mas com outra cura, a cura de ser feliz, e viver a vida como eu aprendi. Simplesmente a minha maneira.

 

Quando me sinto mais em baixo, tento sempre pensar no amanhã, no que ainda poderei fazer, ter, ou mesmo conquistar, se não acontecer posso ter o meu momento de sonho, isso ja faz com que a minha tristeza me dê um sorriso no rosto e força, para alcançar as próximas derrotas, assim aprendi que o tempo é talvez uma grande cura, mas a nossa cabeça o nosso psicológico e que fazem mudar as coisas, ser melhor não e ser perfeito, ao contrário do que pensava e era aí que estava a errar, aprendi que não podemos agradar a todos, que nem sempre os feitios são iguais, e nem sempre as pessoas pensam da mesma forma em ocasiões que secalhar perferias que essa te agarrasse e pedisse para ficar, ou mesmo que essa te beijasse e disse-se é para sempre ... Aprendi uma grande verdade "Isso nao existe"..

 

publicado por verdadetransparente às 19:57
link do post | comentar | favorito

Boneco mentiroso

Era uma boneca que sofria com os sentimentos de outras pessoas, e que para muitas era a melhor conselheira e amiga,

Conseguia me interrogar e colocar-me no lugar delas, e olhava-as com pequenas gotas já correndo plos olhos meus, até que um dia algum gesto ,mudou a boneca ingénua que existia dentro do meu coração!.

 

Começei a avaliar os pequenos gestos, as atitudes, as pessoas a quem eu ajudava, aqueles que me retribuiam não com valor material, mas sim sentimental, como estarem quando eu percisasse, e soubesses depois guardar segredo de algo que eu outrora contei, assim tive a minha primeira prova, eram 5h da tarde, estava em casa . no sofá, estava dando a serie da tarde, e uma rapariga esbelta, que considerava melhor amiga, a sempre aquelas diferentes do resto mundo, algo magíco que descobrimos, a pura e verdadeira amizade, assim eu a descubri com uma linda mulher um ano mais nova que eu.!

 

Pois naquele dia, o desgosto foi comigo própria procurei a minha boneca, em vez de ter sido eu própria a ajudar pos outros como nos outros dias, e contei o que comigo se passada, já desgastada, em lágrimas, e não sabendo o que fazer a seguir, pedi ajuda para não perder a cabeça, um dia abri os olhos , recebo um telefonema de alguem com quem ja tinha partilhado vida, e fez-me pensar se essa boneca com quem eu outrora conversei era honesta, sincera, e pura.

 

Olhei para o espelho, ele rachou, fintei o olhar naquele que chamaria de amor, estava na cama deitado num quente ardor dos lencois, e eu deitei uma gota dos meus olhos, pois não saberia ao que chamar tal acontecimento se traicao, se desiluzao, se uma falha de crescimento, o que era??

Só sabia lembrar.me da tal boneca em quem eu confiei, naquela que eu pensava ser a pessoa para mim melhor do mundo, o sonho de qualquer amizade, mas deitei-me sobre a minha almofada, pousei a cabeça o assunto que me abalava, e chorei durante toda a noite, perguntava o porque de tudo aquilo, porque que destruiram sempre tudo o que eu tive, numca pondo a culpa em ningém, mas sempre quase em mim, fui tosca, fui uma pessoa menus boa para mim própria, não consegui avaliar esse momento, rebaixei-me, fiz todas as bonecas e bonecos que conhecia se colocarem na minha vida, numca pensei num momento qe fosse em mim, no qe eu sentia, e ai sim, depois de muitos dias, a pessoa que eu pensava que numca seria minha, abracou.me, deu-me o apoio que numca tive, e me disse " Não se chamam bonecos, mas sim amigos", e eu cresci, muito mesmo, e com um pequeno gesto ergui.me , apenas levantei a cabeça, para me mostrar forte quanto a tudo, e ligei a quem considerava boneca, e disse " Perfiro estar sem ninguem do que com a merda da tua companhia" e assim dias e dias passaram, meses!.

 

E um dia de sol, onde estava a batalhar pelo bem mais precioso o que tanto eu amava, o tal amigo, me disse: fico contigo, mas numca mais me desiludas, aí eu aprendi a perduar, nas sobretudo a valorizar os que menos ligei, pois esses eram os verdadeiros amigos, aqueles que me ajudaram num momento tao dificil do meu ser, do meu viver, Obrigado, a todos, aos bonecos(amigos), aos falsos ( Nenucos), e a toodos que contribuiram para qe hoje me tornasse uma pessoa cheia de força e coragem, para derrubar qualquer um qe não me agrade no meu caminho.!

 

E se me perguntarem se sou revoltada? Direi sempre: Numca, porque eu sei o que sou e fui|.

publicado por verdadetransparente às 19:57
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Liberdade de expressão

. Pensamento Neutro

. Boneco mentiroso

. Desencontros

. Jogo a dois

. Sentimento Inverso

.arquivos

. Dezembro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

blogs SAPO

.subscrever feeds